Língua Geográfica: Causas e tratamentos

Na superfície da língua existem várias papilas, algumas são responsáveis por sentir o gosto, outras são responsáveis por atrito abrasão, ajudando até mesmo na digestão, mas por algumas circunstâncias pode haver o surgimento da língua geográfica.

Elas também ajudam na mastigação, para elevar o alimento do lado para o outro com a língua, então existem funções diferentes.

As papilas que são afetadas quando existe a língua geográfica são as papilas que não responsáveis pela gustação.

Os pacientes podem ter lesões avermelhadas, com bordas esbranquiçadas, conhecidas como a língua geográfica.

Quem não conhece se assusta e começa a pensar se é contagioso. Mas, de antemão, esse tipo de doença na língua não é transmissível.

A época mais comum de possuir a língua geográfica é na infância, quando o sistema imunológico ainda está adquirindo a maturidade. O problema passa a desaparecer aos 6 ou 8 anos de idade.

Mas também pode aparecer nas fases adultas ou até mesmo de pessoas mais velhas.

As papilas que são afetadas passam a se destacar fazendo com que a língua fique semelhante a um mapa, por isso é chamada de língua geográfica.

Elas são migratórias, nem sempre dão no mesmo lugar, visto que às vezes o vermelho fica na lateral no centro ou até mesmo na ponta da língua.

Ao fazer a observação de qualquer alteração é importante ir até o dentista do plano empresarial odontológico.

O que causa a língua geográfica?

Ainda não é possível se dizer o que exatamente causa a língua geográfica, é possível saber que as papilas se destacam provavelmente por uma questão  autoimune, ou seja, são as células do corpo atacando-as.

Isso quer dizer que células de defesas que seriam destinadas a atacar vírus e bactérias, por algum motivo passam a prejudicar as papilas, formando essa região e deixando a língua despapilada.

Relacionados  Saiba onde comprar maca peruana original pelo melhor preço

Quando essa situação ocorre, é importante procurar um bom dentista do melhor plano odontológico do Brasil.

Essas regiões ficam como feridas, existem pessoas que sentem alguns sintomas.

Tem muitas pessoas que sentem uma queimação, principalmente ao comer algum alimento mais áspero ou ácido, como:

  • Refrigerante;
  • Suco de laranja;
  • Suco de abacaxi;
  • Pimentas;
  • Alimentos salgados.

Todos esses alimentos atacam um pouco a língua que está protegida, assim o paciente passa a sentir alguma alteração ao ingerir. Por isso, nesses momentos é importante ter um plano de saúde odontológico.

Mas, nem sempre as pessoas possuem sintomas, a maioria dos pacientes notam visualmente que a língua está diferente e que não estava melhorando.

Torna-se crescentemente importante verificar, porque o que não se resolve entre 7 e 10 dias é importante procurar o profissional.

Essa questão pode ocorrer por falta de vitamina, ou até mesmo por algum fator psicológico, também pessoas que possuem doenças autoimunes.

A língua geográfica é uma doença benigna pode ficar muito muito tempo na língua e se resolver sozinha ou até mesmo realizar tratamentos, de acordo com a orientação que o melhor plano odontológico irá oferecer.

Como os tratamentos são feitos?

Caso os sintomas já tenham aparecido, com base na orientação do dentista poderá fazer a utilização de anti-inflamatórios, analgésicos, spray e, até mesmo, pomadas.

Ao fazer a observação da língua geográfica, é importante fazer a observação nos hábitos da higiene bucal.

Por exemplo, ao fazer a higienização da língua, é importante que ela seja feita com a escova de dente que possui cerdas macias ou até mesmo um limpador que é específico para isso, mas das duas formas é importante que seja feita de forma cuidadosa.

Relacionados  Dicas para quem quer trabalhar com aromaterapia - Comece por aqui!

Com o hábito de higienização da língua, irá fazer uma limpeza e remover facilmente os resíduos de alimentos que estão na língua, entre os dentes e as gengivas.

É fundamental não deixar de passar o fio dental e fazer a utilização do enxaguante, eles servem para remoção de todas as bactérias e até mesmo algum resto de alimento que se localizam nas extremidades.

Todo esse processo de higienização deve ser feito diariamente, após as refeições e principalmente na última higienização do dia, durante a noite, que é onde corre mais risco de desenvolver doenças, porque a boca fica com o seu pH mais baixo, ou seja, diminui seu processo de combate das bactérias.

Todas essas questões, irão ajudar a acalmar as lesões, mas é sempre importante procurar um médico que faz parte do odonto empresarial porque ele vai acompanhar principalmente durante as crises.

Então, não é necessário se preocupar com a língua geográfica, porquanto ela não irá se desenvolver para um câncer, mas deve ser cuidada e principalmente seguir as orientações do especialista.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.